A detecção de gases

Entenda sobre os possíveis gases que podem ser detectados dentro de sua indústria por esses aparelhos.

 

Detectores de gás são essenciais em ambientes industriais para evitar grandes acidentes prejudiciais à indústria, aos colaboradores e, até mesmo, ao meio ambiente.

deteccao-de-gases-industria

E conforme a demanda aumentou, o mercado desse tipo de equipamento também cresceu e se desenvolveu, oferecendo assim, dispositivos específicos para cada tipo de gás e diferentes setores industriais. Quando falamos de diferentes tipos de gás, estamos nos referindo a pelo menos três:

Gases Inflamáveis

Para a detecção destes gases, os equipamentos devem ser instalados o mais próximo possível do lugar propenso a expelir o gás. E, nos casos de gases mais pesados que o ar, os detectores devem ser instalados bem perto do chão, diferente dos gases mais leves, que demandam detectores instalados próximos ao teto. A unidade medida utilizada para este tipo de gás é %LIE, que significa Limite Inferior de explosividade.

Gases tóxicos

No caso dos gases tóxicos, o objetivo maior é sempre proteger as pessoas que circulam em determinada área. Então, os detectores devem ser colocados no nível das vias respiratórias de um adulto, pois é muito difícil definir a altura exata em que a nuvem de gás se desenvolverá.
A unidade medida utilizada paras este tipo de gás é ppm (partes por milhão).

Oxigênio

Quando o nível de oxigênio de um ambiente é baixo, a morte súbita é uma das principais preocupações.
Mas também, o enriquecimento de oxigênio pode ocasionar índices de inflamabilidade de alguns materiais.
A concentração normal do ar é de 20,9% e sua unidade de medida é %O2.

Além disso, dentro destas classificações, existem milhares de tipos de gases. Os mais comuns são:

• Monóxido de Carbono
• Dióxido de Carbono
• Oxigênio
• Butano
• Propano
• Ozônio
• Óxidos de nitrogênio
• Dióxido de enxofre
• Chumbo

Compartilhe:

Comentários