Como funciona um sistema Industrial de Esgoto ETE

As estações de tratamento de esgoto, popularmente conhecidas como ETE, são estações operacionais que possuem a responsabilidade sobre o sistema de saneamento que recebe os poluentes do esgoto, realiza o tratamento, e devolve a água limpa ao meio ambiente.

 

sistema-industrial-de-esgoto-ete

É bom observar que é preciso utilizar um método a cada caso, pois é preciso saber o nível de poluição, bem como os aspectos físicos, químicos e biológicos da água que está sendo tratada na ETE, já que ela faz parte de um sistema industrial de esgoto específico.

Para que você entenda um pouco mais do tema, como a sua importância para o meio ambiente, a CONTECH explica agora para você as etapas realizadas nas ETEs, tanto aeróbicas como anaeróbicas.

ETES ANAERÓBICAS

  1. GRADEAMENTO

Aqui os resíduos sólidos maiores e menores são retidos em uma barreira do sistema.

  1. DESARENAÇÃO

Este processo separa a areia dos materiais orgânicos, que ficam alocados nas camadas superiores.

  1. DECANTADOR PRIMÁRIO

Esta é a primeira etapa da decantação, onde o material orgânico sólido é totalmente misturado e sedimentado no fundo, criando-se um lodo.

  1. PENEIRA ROTATIVA

Após formar o lodo por decantação, o material passa por um processo de centrifugação, separando a fase sólida da mistura e permitindo que o líquido seja armazenado em tanques.

  1. DIGESTÃO ANAERÓBICA

Esta fase do processo é responsável por estabilizar a mistura por meio de processos químicos, que serão responsáveis por neutralizar bactérias e gases nocivos.

  1. TANQUE DE AERAÇÃO

Após passarem por um processo químico especial, os resíduos orgânicos são transformados em gás carbônico. Isso faz com que a matéria criada sirva de alimento para microrganismos que ajudarão na decomposição desses resíduos.

  1. DECANTADOR SECUNDÁRIO

Outra fase de decantação, responsável por reduzir ainda mais a matéria sólida encontrada no lodo.

  1. ADENSAMENTO DO LODO

É realizada a filtragem do lodo, para se tirar o máximo possível de material sólido.

  1. CONDICIONAMENTO QUÍMICO DO LODO

Todo o lodo é coagulado e desidratado, deixando apenas a parte sólida do composto para trás.

  1. FILTRO PRENSA DE PLACAS

O restante do líquido é extraído por meio de compressão mecânica sobre a massa de lodo que sobrou da etapa anterior.

  1. SECADOR TÉRMICO

Esta é a última etapa do processo, onde todo o material é exposto a temperaturas altíssimas, forçando a evaporação de qualquer resquício de água no material.

ETES AERÓBICAS

  1. FORMAÇÃO BIOLÓGICA

Uma massa biológica cresce, forma flocos e recircula sem interrupções. Após esse processo, ela é colocada em contato com a matéria orgânica.

É preciso contar com a presença do oxigênio nesse processo.

  1. AERAÇÃO

Após a etapa da formação biológica, o esgoto bruto e todo o lodo ativado que foram gerados são misturados em tanques de aeração para serem agitados.

  1. SEPARAÇÃO

Após essas etapas, o lodo é colocado em um decantador secundário, onde toda a parte sólida é separada do esgoto tratado.

Esses processos ajudam muito as empresas na hora de economizar, pois apesar da água não ser própria para o consumo, ela ainda é útil para fins industriais.

O PAPEL DA CONTECH NO TRATAMENTO DE ESGOTOS

A CONTECH disponibiliza para todo o mercado os melhores equipamentos industriais que podem ajudar no processo de tratamento de esgoto, como o Sensor de pH/ORP e o Analisador de pH/ORP e Condutividade, o Accuron, medidor de vazão para canais abertos que pode ser instalado diretamente na parede do tanque ou comporta, bem como o Medidor de Vazão tipo Eletromagnético, responsável por medir fluídos com sólidos e muito mais.

Acesse agora mesmo o site da CONTECH e faça um orçamento para garantir os melhores equipamentos para a sua empresa.

Compartilhe:

Comentários